Acompanhamento Multidisciplinar

01 de Fevereiro de 2016

Acompanhamento Multidisciplinar
A Gastroclínica possui uma equipe multidisciplinar para auxiliar os pacientes que estão se preparando para uma cirurgia. Antes de efetuar a operação é necessário realizar um acompanhamento com psicólogo, nutricionista, cardiologista, pneumologista e endocrinologista.

 A escolha do tipo de procedimento ao qual o paciente irá se submeter depende de uma análise clínica da equipe e dos objetivos que ele deseja alcançar. 

Psicólogo
O acompanhamento psicológico deve ser de, no mínimo, três sessões. A função da psicóloga é dar o laudo de que a pessoa está preparada para lidar com as mudanças que a cirurgia exige. O primeiro passo é o paciente aceitar que está obeso e procurar a ajuda. Há pessoas que se sentem tão mal com o próprio corpo que acabam abrindo mão da qualidade de vida e do lado social, sendo extremamente prejudicial.

Cada caso é avaliado individualmente e cabe ao psicólogo dizer quando o paciente está pronto para operar. Durante a terapia, há casos de pacientes que demoram em entender o processo e necessitam fazer terapia por mais tempo.

A presença do psicólogo é fundamental para dar a consciência ao paciente dos novos hábitos de vida que terá de adotar. Só depois de estar com a cabeça resolvida é que o procedimento deve ser feito.

A cirurgia é um passo, não é o fim e é isso que o acompanhamento psicológico ajudará a entender. A psicóloga é quem dá todo o apoio necessário aos pacientes que se sentem inseguros ou que demoram a se adaptar com o novo estilo de vida.

Nutricionista
É importante ressaltar que ganhar peso é muito fácil, e o obeso não pode se esquecer disso, mesmo estando magro. 
A alimentação equilibrada tem que ser adotada a vida inteira, tendo especial cuidado com os alimentos de fácil digestão, como os líquidos calóricos, e alimentos crocantes, como biscoitos e pipoca. Esses são alimentos que não têm peso, mas não estão imunes a calorias.

A melhor alimentação, seja com ou sem cirurgia, é aquela rica em fibras, com muita salada e carnes, pois dão saciedade.

O principal cuidado é não voltar aos hábitos antigos só porque está magra. Não é necessário ser radical com a alimentação, mas é preciso ter consciência de que a tendência para engordar ainda existe e que a alimentação equilibrada é importante em qualquer fase da vida. A Gastroclínica possui nutricionistas à disposição para realizar o acompanhamento nutricional que o paciente precisa.


Acompanhamento saudável
Adaptar-se ao novo estilo de vida que terá de levar após a cirurgia é mais fácil com acompanhamento médico. Nos seis primeiros meses é fundamental o apoio, pois é quando o organismo está em fase de adaptação, ficando mais fácil para a pessoa mudar, visto que o próprio corpo está propenso a mudanças. 

Emagreça por você!
O mais importante é querer mudar. É preciso ter opinião, pois a cirurgia é apenas um passo ao qual você deve se adaptar. Não adianta fazer a cirurgia e continuar bebendo refrigerante e comendo alimentos gordurosos. Ao observar o resultado das primeiras semanas, a pessoa muda seus hábitos.

Mudar os hábitos é fundamental e seguir as orientações médicas após a cirurgia é o primeiro passo. 

A obesidade é uma doença crônica, que não tem cura – é possível tratá-la, mas não curá-la. Isso significa que a cirurgia é uma ferramenta para ajudar a mudar os hábitos alimentares e o estilo de vida, é um impulso para mudanças.

O acompanhamento psicológico e nutricional segue pelo resto da vida. É por isso que a mudança precisa estar na cabeça. Mudando a cabeça, muda-se os hábitos e o estilo de vida, e é possível manter um bom peso corporal por muito tempo.  

A cirurgia dá certo para quem muda o estilo de vida. Ela te dá um incentivo, uma motivação, pois perde peso mais rápido e tem menos fome. Porém, os novos hábitos são a chave para uma vida mais saudável!

  • COMPARTILHAR

CONHEÇA OS NOSSOS SERVIÇOS

Exames

Cirurgia

AGENDE A SUA CONSULTA

43 3372.0055