Cápsula Endoscópica

01 de Fevereiro de 2016

Cápsula Endoscópica
Nessa técnica, o paciente engole uma cápsula como se fosse um comprimido e ela vai fotografando todo o estômago e o intestino. O resultado são 10 horas de fotografias por todo o caminho até o intestino fino, ou seja, cerca de 50 mil fotos. Ela pesa cerca de três gramas e contém microcâmera, flashes e sistema de transmissão de imagens.

Opta-se por utilizar a cápsula para acessar partes do corpo que não é possível de visualizar com a endoscopia ou com a colonoscopia, por exemplo. O exame é uma revolução, principalmente para descobrir enfermidades no intestino delgado. A cápsula percorre o mesmo caminho do alimento, gerando um filme desse trajeto, e pode revelar doenças até então escondidas e inacessíveis pelos métodos convencionais de diagnóstico. 

A partir dos resultados que a cápsula endoscópica traz, é possível tratar as doenças de forma mais adequada. Pacientes que sofriam de sangramentos de origem incerta, dores abdominais sem causa definida, diarreias crônicas ou doenças do intestino delgado agora podem saber em detalhes o que causa tal situação.

O exame também é capaz de revelar câncer no intestino delgado e doença celíaca (alergia ao glúten). Além disso, é indolor e o paciente pode seguir com sua rotina habitual. 

Viagem pelo corpo
O procedimento ocorre da seguinte forma: pela manhã o paciente vai ao consultório e engole a cápsula. As quatro primeiras horas seguintes devem ser passadas em jejum e depois seguir com a dieta indicada pelos profissionais. Um aparelho receptor é entregue ao paciente e fixa preso por meio de um cinturão. Por sistema wireless esse equipamento capta todas as imagens geradas pela cápsula, que pode tirar até duas fotografias em um segundo. Ao final do dia, o paciente retorna para entregar esse aparelho e o médico vai selecionar as imagens, gerando um filme de todo o percurso com cerca de uma hora de duração. A cápsula é eliminada naturalmente pelo organismo.

Diagnóstico
A cápsula funciona como um instrumento de diagnóstico. Por meio das imagens apresentadas é possível efetuar o tratamento conforme a indicação da doença detectada.

A única contra-indicação é se o paciente apresenta obstrução intestinal, o que impossibilita a eliminação da cápsula.  

  • COMPARTILHAR

CONHEÇA OS NOSSOS SERVIÇOS

Exames

Cirurgia

AGENDE A SUA CONSULTA

43 3372.0055